Distrito escolar adota política para forçar professores a usar pronomes trans

Um distrito escolar da Virgínia, nos Estados Unidos, aprovou uma nova política que, entre outras coisas, permite que alunos com identificação trans usem banheiros do sexo oposto e exige que os professores se refiram aos alunos por seus nomes e pronomes preferenciais.

O Conselho Escolar do Condado de Loudoun votou a medida na última quarta, 11 de agosto, obtendo 7 a 2 para aprovar a Política 8040: Direitos dos Transgêneros e Estudantes Expansivos de Gênero, apesar da oposição considerável à proposta.

Entre suas disposições, a Política 8040 exige que o corpo docente e os funcionários da escola usem o nome e os pronomes escolhidos de um aluno que se identifique como “expansivo de gênero ou transgênero”.

“Os funcionários da escola devem, a pedido de um aluno ou pai / responsável legal, ao usar um nome ou pronome para se dirigir ao aluno, usar o nome e o pronome que correspondem à sua identidade de gênero consistentemente afirmada”, diz a política .

 

“O uso de pronomes de gênero neutro é apropriado. Podem ocorrer deslizes inadvertidos no uso de nomes ou pronomes; no entanto, funcionários ou alunos que intencionalmente e persistentemente se recusam a respeitar a identidade de gênero de um aluno usando o nome e o pronome de gênero incorretos estão violando esta política. ”